Predador pré-histórico do tamanho de um avião é encontrado

A descoberta do fóssil foi feita no deserto de Gobi e o bichão pode ser o maior voador já encontrado na história.

Predador pré-histórico do tamanho de um avião é encontrado
Escrito por: Ms Redação 06 de novembro de 2017 21h13 Comentários

Um pterossauro gigante foi descoberto na Formação de Nemegt no deserto de Gobi. A criatura grande, semelhante a um dragão, teria vivido e morrido há 70 milhões de anos, e provavelmente teve uma envergadura de 10 a 12 metros, dizem pesquisadores que escrevem no Journal of Vertebrate Paleontology. Para colocar isso em perspectiva, é uma envergadura maior que a altura de um prédio de três andares.

A criatura vem da família Azhdarchidae, um grupo de pterossauros que existiram no período Cretáceo tardio. Os pterossauros (como o pterodactil) são muitas vezes pensados ??erroneamente como dinossauros. Ao contrário dos pássaros, que são um tipo de dinossauro, os pterossauros são realmente répteis voadores.

Este espécime particular teria sido encontrado no habitat árido do interior do que é agora Mongólia. Embora ele tivesse asas, poderia caminhar em quatro patas e, provavelmente, perseguia suas presas (que provavelmente eram bebês dinossauros) no chão.

Os paleontologistas descobriram cinco fragmentos dos ossos do pescoço do animal em 2006 em uma região chamada Gurilin Tsav no oeste de Gobi. A área é bem conhecida por ser um ambiente rico em fósseis, mas esses fósseis de pterossauro são um achado raro. Ossos de espécies gigantes de pterossauros já foram encontrados na Europa e América do Norte. Estes restos provam que eles também viveram na Ásia.

Os pesquisadores acreditam que o novo achado também é um dos maiores pterossauros que tenham existido, rivalizando com seus primos o Quetzalcoatlus (encontrado no Texas) e Hatzegopteryx (encontrado na Romênia) em termos de tamanho. Esses animais também tinham uma envergadura estimada de 10 a 12 metros. Em altura, pensa-se que foram tão altos quanto as girafas (aproximadamente 5,5 metros).

O problema é que os paleontologistas apenas possuem pedaços parciais do animal e não dá para calcular bem o tamanho. Pode ser que os ossos do pescoço sejam desproporcionalmente volumosos em comparação com o resto do corpo e os pesquisadores superestimaram seu tamanho. Também pode ser que esse espécime específico seja menor ou maior do que a média da sua espécie.

Frustrantemente, os fósseis de pterossauro são muitas vezes mal preservados e incompletos porque seus ossos não eram tão resistentes quanto os dinossauros ".

Os pesquisadores ainda não nomearam as novas espécies ou até decidiram se é, de fato, uma nova espécie porque os restos são tão incompletos. O achado, no entanto, mostra pela primeira vez que havia pterossauros gigantes vagando pelo céu asiático.

Você pode querer ver...
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 3 dias
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 3 dias
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 4 dias
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Aranha amamenta seus filhotes?
Curiosidades Há 1 hora
Aranha amamenta seus filhotes? Pesquisadores chineses afirmam que sim. Eles descobriram que uma espécie de aranha age de modo semelhante com seus filhotes.
Bactérias, novas aliadas na luta contra o Câncer?
Ciência Há 1 dia
Bactérias, novas aliadas na luta contra o Câncer? Em 2014 um grupo de pesquisadores encontraram uma bactéria que produzia alguns compostos que inibiam o desenvolvimento de gliomas, um tipo de tumor/câncer.
Peixes que curam corações
Curiosidades Há 2 dias
Peixes que curam corações Os pesquisadores descobriram que em partes do genoma do peixe existe um mecanismo que é capaz de regenerar tecidos cardíacos, ou seja, pode recuperar o tecido danificado de um coração.
Últimas postagens
1
Natal: como não engordar nessa época?
2
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
3
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
4
Aranha amamenta seus filhotes?
5
Bactérias, novas aliadas na luta contra o Câncer?
6
Peixes que curam corações
7
Casais parecidos são mais bem sucedidos?
8
Descoberto novo planeta parecido com a Terra
9
11 imagens que mostram o drama de esperar a namorada nas compras
10
Lembra do Knickers? Acharam um boi ainda maior do que ele
Parceiros
Publicidade