Pessoas estão fazendo cirurgia para ficar parecidas com filtros

As internet está cada vez mais prejudicial para muitas pessoas, principalmente os jovens.

Pessoas estão fazendo cirurgia para ficar parecidas com filtros
Escrito por: Ms Redação 09 de agosto de 2018 23h41 Comentários

Um novo artigo no Journal of American Medical Association revela que um número surpreendente de pacientes de cirurgia plástica lista "selfies" como uma motivação primária por trás da obtenção de um procedimento estético. -Os médicos chamam isso de "Dismorfia do Snapchat", quando os pacientes "procuram cirurgia plástica para se parecer com versões filtradas de si mesmos, com lábios mais cheios, olhos maiores ou nariz mais fino".

O estudo diz que "esta é uma tendência alarmante porque essas selfies filtradas muitas vezes apresentam uma aparência inatingível e estão desfocando a linha de realidade e fantasia para esses pacientes." Crystal de 26 anos de idade fez cirurgia plástica para se assemelhar intencionalmente ao rosto com o filtro "Coroa de flor” no Snapchat.

Ela disse à BBC: “Eu não pude deixar de notar a maneira como o filtro do Snapchat mudou meu rosto. Aumentava meu queixo, contornava minhas maçãs do rosto e endireitava meu nariz, algo com o qual eu sempre fui complexada."

Agora, é importante notar que "Snapchat Dysmorphia", ou Dismorfia do Snapchat é apenas um termo coloquial e não é atualmente uma condição diagnosticável. Seu primo mais próximo, o Transtorno Dismórfico Corporal, é um verdadeiro transtorno mental, e vários estudos nos últimos anos revelaram que a mídia social gerou um enorme aumento em sua visibilidade.

Mas nem todo mundo acha que essa tendência crescente é uma coisa ruim.

O cirurgião plástico Dr. David Mabrie, com sede em San Francisco, diz que as pessoas costumavam vir apenas com fotos de celebridades que queriam se assemelhar. Ele disse: “Eu prefiro trabalhar com uma foto real de alguém, porque eles têm uma noção de como eles podem ser com preenchimento ou Botox. Eles não têm uma expectativa irreal de que vão magicamente se transformar em Kylie Jenner. ”

Parece que em 2018, parecer uma celebridade não é tão importante quanto a simetria facial vista como requisito para a selfie perfeita. O que os psicólogos se preocupam, porém, e isso é apoiado por evidências científicas, é que a cirurgia estética realmente tornará a auto estima de alguém pior, não melhor.

Isso ocorre porque os pacientes frequentemente não gostam da maneira como ficam depois da cirurgia, o que os encoraja a fazer ainda mais. Mas, o Snapchat não deveria se preocupar com isso piorando a sua reputação.

Instagram ainda usa a coroa de flores para a plataforma de mídia social pior para a saúde mental de um jovem.  Sendo comprovadamente um agravante para a ansiedade, depressão, insônia e problemas de imagem corporal.

O médico que cunhou o termo "Dismorfia do Snapchat", no entanto, sugere que os cirurgiões estéticos devem fazer o seu melhor para não operar em pacientes com comportamento baseado em sentimentos. Ele diz que "Tratar pacientes que mostram bandeiras vermelhas não é apenas antiético, mas também prejudicial ao paciente, já que eles precisam de algo que nenhuma agulha ou bisturi possa fornecer".

O surgimento de selfies como uma das principais formas de nossos rostos aparecerem nas imagens também pode estar contribuindo para o aumento da cirurgia plástica. Isso porque as selfies distorcem nosso rosto, agindo quase como um espelho de parques de diversões fazendo o cérebro enxergar nossos narizes maiores do que são. E quanto mais as pessoas vêem seus narizes parecendo maiores, maior a probabilidade de elas irem atrás de uma rinoplastia.

Você pode querer ver...
Veja a 1ª imagem de um buraco negro da história, um verdadeiro 'monstro' maior que o Sistema Solar
Ciência Há 5 mêss
Veja a 1ª imagem de um buraco negro da história, um verdadeiro 'monstro' maior que o Sistema Solar Primeira imagem de um buraco negro é finalmente tirada e ele é considerado um verdadeiro ‘monstro’ pelos Astrônomos.
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 9 mêss
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 9 mêss
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 9 mêss
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 9 mêss
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 9 mêss
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Últimas postagens
1
5 canais que estão no Youtube e que são no mínimo inusitados
2
Quais são os próximos filmes da Marvel que já foram confirmados?
3
Os 5 lugares mais sujos da sua casa
4
O futuro da Marvel – Novo trailer Homem-Aranha: Longe de Casa
5
Os empregos mais estranhos do mundo
6
Redmi lança versão “Avengers Edition” para Redmi 7 e Note 7
7
Ferramentas incríveis escondidas no Google
8
Quanto tempo cada herói apareceu em Vingadores: Ultimato
9
Vingadores Ultimato em busca do recorde de Bilheteria
10
Samurai 8: The Tale Of Hachimaru – Novo mangá de Kishimoto
Parceiros
Publicidade