Novo estudo descobre os maiores mamíferos pré-históricos

Ao contrário do que se imaginava antes, existiam mamíferos gigantes junto dos dinossauros.

Novo estudo descobre os maiores mamíferos pré-históricos
Escrito por: Ms Redação 25 de novembro de 2018 00h33 Comentários

Mais de 200 milhões de anos atrás, um mamífero pesando mais que uma ambulância moderna e medindo cerca de 4,5 metros de comprimento e 2,6 metros de altura andou pela Terra. Lisowicia bojani andava como os hipopótamos ou rinocerontes de hoje e, apesar de seu tamanho gigantesco, sobreviveu comendo apenas plantas durante o Período Triássico.

Anteriormente, os paleontologistas acreditavam que essas criaturas gigantescas "recuaram para as sombras, enquanto os dinossauros se elevavam e alcançavam tamanhos enormes", disse o autor do estudo, Grzegorz Niedzwiedzki, à IFLScience. Acreditava-se que eles estavam rastejando pelo chão em lugares como a África, a Ásia e as Américas do Norte e do Sul. No entanto, uma nova descoberta do espécime fossilizado mais completo descoberto na Europa anula essa “imagem estabelecida” da vida neste momento.

"Achamos que é uma das descobertas fósseis mais inesperadas do período Triássico da Europa. Quem teria pensado que há um registro fóssil assim por aqui, mamíferos do tamanho de elefantes nesta parte do mundo", disse Niedzwiedzki.

"Até agora, o gigantismos no Triássico pareciam ser inteiramente uma adaptação dos dinossauros, e os dicinodontes do Triássico, eram substancialmente menores", escreveram os autores na Science. "A descoberta de Lisowicia sugere que os fatores ecológicos gerais podem ter sido o processo de direção, e não os atributos específicos dos dinossauros."

Os pesquisadores acreditam que Lisowicia tornaram-se herbivoros especializados que se adaptaram às necessidades do meio ambiente. Para começar, várias características em seus membros (como uma “escápula maciça”) sugerem que eles eram animais posturais, andando eretos em quatro patas para coletar alimentos. Quase do tamanho de um elefante e pesando cerca de 9.000 quilos, os pesquisadores dizem que esse aumento no tamanho do corpo também pode ter sido causado pela necessidade de se proteger contra grandes predadores ou como forma de maximizar a retenção de alimentos e ganho de energia.

"Basicamente, a anatomia de Lisowicia não diverge tanto dos outros dicinodontes, mas mostra algumas características anatômicas únicas (por exemplo, anatomia dos membros anteriores, vértebra cervical, esterno) desconhecida em outros dicinodontes. Lisowicia é o mais jovem (geologicamente) e o maior membro da linha dicinodontes ", disse Niedzwiedzki, acrescentando que Lisowicia são parentes mamíferos da família dos dicinodontes, um grupo de sinapsídeos que inclui mamíferos e seus ancestrais.

Você pode querer ver...
Veja a 1ª imagem de um buraco negro da história, um verdadeiro 'monstro' maior que o Sistema Solar
Ciência Há 7 mêss
Veja a 1ª imagem de um buraco negro da história, um verdadeiro 'monstro' maior que o Sistema Solar Primeira imagem de um buraco negro é finalmente tirada e ele é considerado um verdadeiro ‘monstro’ pelos Astrônomos.
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 11 mêss
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 11 mêss
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 11 mêss
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 11 mêss
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 11 mêss
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Últimas postagens
1
5 canais que estão no Youtube e que são no mínimo inusitados
2
Quais são os próximos filmes da Marvel que já foram confirmados?
3
Os 5 lugares mais sujos da sua casa
4
O futuro da Marvel – Novo trailer Homem-Aranha: Longe de Casa
5
Os empregos mais estranhos do mundo
6
Redmi lança versão “Avengers Edition” para Redmi 7 e Note 7
7
Ferramentas incríveis escondidas no Google
8
Quanto tempo cada herói apareceu em Vingadores: Ultimato
9
Vingadores Ultimato em busca do recorde de Bilheteria
10
Samurai 8: The Tale Of Hachimaru – Novo mangá de Kishimoto
Parceiros
Publicidade