Novo Band aid pode evitar que cicatrizes se formem em cortes

Que tal não ter mais que se preocupar com as cicatrizes de seu machucado? Nova tecnologia testada por cientistas tenta buscar exatamente isso.

Novo Band aid pode evitar que cicatrizes se formem em cortes
Escrito por: Ms Redação 16 de março de 2018 23h00 Comentários

Seja uma ferida cirúrgica, estrias ou o resultado de cair da sua bicicleta quando criança, a maioria de nós tem cicatrizes desagradáveis ??que desejamos que vá embora. Mas e se houvesse uma maneira de impedir que uma cicatriz visível se formasse? Bem, os pesquisadores já desenvolveram um band-aid que pode fazer exatamente isso, não só promover a cura, mas também reduzir significativamente as cicatrizes.

Então, como ele funciona?

Estranhamente, ele usa uma proteína mais comumente encontrada na pele dos fetos. A pele fetal cura sem cicatrização graças à abundância de uma proteína conhecida como fibronectina. Esta proteína ajuda a remontar as células da pele enquanto uma ferida cura, minimizando o tecido cicatricial. Mas, infelizmente, para nós adultos, nossa pele perde a maior parte  desta proteína depois que nascemos.

As cicatrizes são principalmente constituídas por colágeno, uma proteína que é naturalmente comum na pele. No entanto, quando o colágeno ajuda a cicatrizar, ele forma uma estrutura diferente, criando uma cicatriz que não se mistura com o resto da pele.

Para enfrentar esta questão, uma equipe de cientistas liderada pela Harvard University examinou como remendos contendo fibronectina poderiam curar feridas em camundongos. Cada ratinho tinha duas feridas - uma coberta com um remendo de fibronectina e filme plástico, e a outra com apenas uma película de plástico.

As feridas sob os remendos de proteínas foram curadas após 11 dias, três dias mais rápidas que as controladas. Cinco dias depois, os ratos não tinham cicatrizes visíveis.

Os pesquisadores examinaram a nova pele no microscópio, buscando elementos naturais como glândulas sudoríparas e folículos pilosos. A pele nova tinha uma semelhança de 84% com a pele normal, mas as cicatrizes de controle apresentaram apenas 55,6% de similaridade. Os resultados são publicados na revista Biomaterials. 

No entanto, é importante notar que o novo estudo apenas testou a técnica em camundongos, não em pessoas, e uma pequena amostra de apenas oito ratos foi utilizada. Mas isso não significa necessariamente que nunca funcionará em seres humanos. Os pesquisadores agora estão planejando testar sua criação na pele de porco, que é mais parecida com a nossa.

De acordo com os autores do estudo, a nova abordagem "poderia estabelecer um novo paradigma para melhorar a cicatrização de feridas e, portanto, pode ser usado em uma variedade de aplicações de medicamentos regenerativos".

Embora esta nova descoberta seja emocionante para muitos de nós, pode ser uma mudança de vida para pessoas com cicatrizes psicologicamente angustiantes, como cicatrizes nos rostos, ou aquelas que as recordam de eventos traumáticos. Em algumas pessoas, cicatrizes podem até levar a depressão e ansiedade. 

Embora as cicatrizes tendam a desaparecer com o tempo, elas nunca desaparecem totalmente. Existem certos tratamentos para cicatrizes, como injeções de esteroides, folhas de silicone e até remoção cirúrgica, mas nem sempre são eficazes e estão longe de ser ideais. Ter uma maneira simples de evitar cicatrizes, em primeiro lugar, pode salvar muitas pessoas do aborrecimento que as cicatrizes geralmente trazem. 

Você pode querer ver...
Nova descoberta
Ciência Há 21 horas
Nova descoberta "reescreve" a Árvore da Vida como conhecemos A descoberta de um novo micróbio que não estava listado em nenhum reino animal pode dar bastante trabalho para biólogos.
China bate recorde de temperatura com novo teste de fusão
Entretenimento Há 22 horas
China bate recorde de temperatura com novo teste de fusão Cientistas conseguiram atingir uma temperatura igual a 7x o interior do Sol, garantindo a fusão nuclear mais quente até o momento.
Gorila-das-montanhas é removido da lista
Entretenimento Há 1 dia
Gorila-das-montanhas é removido da lista "Crítica" de extinção O animal saiu do "Criticamente ameaçado" para " Em perigo", mas já é um bom avanço.
Chuvas no deserto do Atacama foram desastrem, não milagre
Ciência Há 2 dias
Chuvas no deserto do Atacama foram desastrem, não milagre Além de trazer novas vidas, a chuva acabou tirando algumas que existiam no solo árido.
Encontrada nova pintura de Jesus com mais de 1500 anos
Ciência Há 2 dias
Encontrada nova pintura de Jesus com mais de 1500 anos Essa é uma das pinturas mais antigas de Cristo.
Nova foto de Júpiter retirada pela sonda Juno surpreende
Ciência Há 5 dias
Nova foto de Júpiter retirada pela sonda Juno surpreende A foto é rica em detalhes e mostra um pouco das nuvens do gigante gasoso.
Últimas postagens
1
Foto de Hitler e garota judia é leiloada por mais de U$10.000
2
Nova descoberta "reescreve" a Árvore da Vida como conhecemos
3
China bate recorde de temperatura com novo teste de fusão
4
Motos voadoras estão começando a ser vendidas
5
Arquélogos descobrem a cidade perdida de Tenea
6
Gorila-das-montanhas é removido da lista "Crítica" de extinção
7
10 erros de design que nem dá para acreditar que são reais
8
Chuvas no deserto do Atacama foram desastrem, não milagre
9
O Facebook está começando a testar botão "desenviar"
10
Encontrada nova pintura de Jesus com mais de 1500 anos
Parceiros
Publicidade