Nova descoberta pode ajudar na invenção do sangue artificial

Parece coisa de série, mas não é. E essa descoberta pode salvar milhões de vida.

Nova descoberta pode ajudar na invenção do sangue artificial
Escrito por: Ms Redação 27 de março de 2017 17h30 Comentários

A cada minuto, nos Estados Unidos, 30 pessoas necessitam de uma transfusão de sangue. Isso é um monte de sangue e o grande problema é que não existem doações o suficiente.

Este tem sido um problema para a medicina e muitos têm tentado encontrar uma maneira de criar sangue artificialmente para conseguir atender essa grande demanda.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Bristol e NHS Blood and Transplant pode ter finalmente conseguido realizar essa grande façanha, ou, pelo menos, descobrir algo que ajude nisso.

Eles fizeram um grande avanço no processo de produção em massa de glóbulos vermelhos, no que poderia ser uma fonte ilimitada do material.

Cientistas já foram capazes de criar sangue artificial antes, mas o método era bem ineficiente.

A técnica recém-desenvolvida, no entanto, criou a primeira linhagem de células eritroides imortalizadas.

Essas células são capazes de criar uma grande quantidade de glóbulos vermelhos. Na verdade, o relatório dos pesquisadores afirmou que eles foram capazes de criar litros de sangue.

As células imortalizadas são células-tronco “presas” em um estado eterno de juventude, onde elas são efetivamente imortais.

“Os cientistas têm trabalhado durante anos em uma forma de produzir células vermelhas para oferecer uma alternativa ao sangue doado para tratar pacientes”, disse o professor Dave Anstee, coautor do estudo publicado na revista Nature Communications. “O primeiro uso terapêutico de um produto de células cultivadas provavelmente vai ser usado em pacientes com grupos de sangue raros”.

Como é sempre o caso com novas tecnologias, no entanto, este novo método não é barato. É muito mais caro para criar o sangue, desta forma, custando mais do que a doação de sangue convencional.

Isso significa que ele só é deve ser utilizado, pelo menos inicialmente, para produzir sangue para aqueles que têm essa tipos sanguíneos raros.

 

 

Você pode querer ver...
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 3 mêss
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 3 mêss
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 3 mêss
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 3 mêss
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 3 mêss
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Aranha amamenta seus filhotes?
Curiosidades Há 3 mêss
Aranha amamenta seus filhotes? Pesquisadores chineses afirmam que sim. Eles descobriram que uma espécie de aranha age de modo semelhante com seus filhotes.
Últimas postagens
1
Coisas esquisitas que são ou foram proibidas em outros países
2
5 objetos nojentos que você nem imaginava
3
Conheça mais sobre o Massacre em Suzano
4
Confira como seriam alguns rappers famosos sem suas tatuagens
5
Canais bizarros no Youtube
6
A mulher que se casou com uma boneca zumbi
7
5 mortes bizarras durante o sexo
8
5 coisas proibidas na Coreia do Norte
9
As 5 profissões mais bem remuneradas da Angola
10
5 imagens que vão 'bugar' seu cérebro!
Parceiros
Publicidade