Morcego de duas cabeças encontrado no Brasil é muito importante

Este é um caso raramente relatado em estudos, ter este espécime é muito valioso para grupos de estudos.

Morcego de duas cabeças encontrado no Brasil é muito importante
Escrito por: Ms Redação 27 de julho de 2017 23h06 Comentários

Um exemplar de dois morcegos gêmeos siameses foi encontrado em uma floresta de Viana, município do sudoeste brasileiro. Apesar de serem bem esquisitinhos, eles têm uma grande importância para estudos científicos.

O par foi encontrado a mais de 15 anos atrás, em 2001, e desde então foram mantidos dentro do formol para evitar perda dos tecidos. Durante todo este tempo eles aguardaram por um estudo científico adequado.

A importância dos morcegos é grande para a ciência, já que esse tipo de achado é extremamente raro. Apenas 3 ocorrências desse tipo foram registradas na história da ciência moderna.

Felizmente, pesquisadores da UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, decidiram estudar melhor o caso. Os pesquisadores passaram anos trabalhando no Laboratório de Mastozoologia.

Foram realizados diversos exames de raio x na dupla e os resultados levam a crer que os morcegos morreram logo após nascerem, ou durante o nascimento. Porém, mesmo que eles tivessem sobrevivido ao parto, não ficariam vivos por mais que alguns dias.

No registro feito no jornal Anatomia Histologia Embriologia um dos pesquisadores afirmou, “Não temos ideia se quando o espécime foi encontrado ele estava vivo”.

As imagens de raio x mostram que os morcegos dividem quase todos os membros, exceto a coluna. Até mesmo o pênis era dividido entre eles.

Os gêmeos fazem parte de um genus chamado Morcego Frutífero Neotropical (Artibeus), que consiste em 21 espécies de morcegos da América Central e América do Sul.

 

Você pode querer ver...
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 1 mês
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 1 mês
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 1 mês
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 1 mês
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 1 mês
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Aranha amamenta seus filhotes?
Curiosidades Há 1 mês
Aranha amamenta seus filhotes? Pesquisadores chineses afirmam que sim. Eles descobriram que uma espécie de aranha age de modo semelhante com seus filhotes.
Últimas postagens
1
Mileva, o braço direito de Einstein
2
Tartarugas marinhas são infiéis
3
Miopia: como ter uma visão melhor?
4
Ataques cardíacos no Natal e Ano Novo
5
Que palavras nos tornam humanos?
6
Farout: o planeta cor-de-rosa
7
Botas de fungos e suor
8
A formiga drácula: mandíbulas mais potentes do mundo
9
Natal: como não engordar nessa época?
10
Pelos: por que temos?
Parceiros
Publicidade