Estudo indica que não produzimos alimentos saudáveis suficiente

De acordo com a pesquisa, precisamos comer menos carne para que seja possível se alimentar bem no futuro.

Estudo indica que não produzimos alimentos saudáveis suficiente
Escrito por: Ms Redação 26 de outubro de 2018 22h02 Comentários

Um estudo disse que não estamos produzindo frutas e legumes suficientes para que todos possam comer uma dieta saudável.

Publicado na revista PLOS One, a pesquisa conduzida pela Universidade de Guelph analisou a produção agrícola global, extrapolando para o ano de 2050, em comparação com a quantidade de alimentos que os nutricionistas dizem que devemos comer. E os resultados não foram particularmente boas notícias.

"Nós simplesmente não podemos adotar uma dieta saudável sob o atual sistema agrícola global", disse o professor Evan Fraser, da Universidade de Guelph, co-autor do estudo, em um comunicado.

O professor Fraser acrescentou que, enquanto estamos atualmente superproduzindo grãos, gorduras e açúcares, a produção de frutas e vegetais "não é suficiente para atender às necessidades nutricionais da população atual".

Para fazer suas descobertas, a equipe trabalhou no pressuposto de que metade de nossa dieta deveria consistir de frutas e legumes, um quarto de grãos integrais e o outro quarto consistindo de proteína, gordura e laticínios. Estas são recomendações do guia “Healthy Eating Plate” da Harvard University.

Então, eles analisaram a quantidade de terra usada para agricultura e o quanto precisaríamos atender a essas diretrizes, projetando as descobertas até 2050, quando a população mundial chegasse a 9,8 bilhões, de acordo com as Nações Unidas. E, embora houvesse uma abundância de grãos, açúcar e gordura, frutas e legumes e proteínas também estavam em falta.

“Eles descobriram que agora produzimos 12 porções de grãos por pessoa, em vez dos oito recomendados; cinco porções de frutas e vegetais em vez de 15; três porções de óleo e gordura em vez de uma; três porções de proteína em vez de cinco; e quatro porções de açúcar em vez de nenhuma ”, observou o comunicado.

Uma razão para isso pode ser que os países em desenvolvimento tendem a se concentrar em carboidratos, que são mais fáceis de produzir. Esses países também gastaram mais dinheiro pesquisando e desenvolvendo essas culturas, em vez de frutas ou legumes.

A outra questão é que gordura, açúcar e sal “são saborosos”, observou o co-autor Krishna KC. "Todos esses fatores combinados resultaram em um sistema mundial que realmente está superproduzindo esses tipos de alimentos".

Para atender às recomendações, os pesquisadores disseram que precisaríamos comer menos carne, enquanto mais proteínas vegetais precisariam ser desenvolvidas. E se não mudarmos, até 2050 poderemos precisar de mais 12 milhões de hectares de terra arável e 1 bilhão de hectares de pastagens para atender à demanda atual.

Você pode querer ver...
Veja a 1ª imagem de um buraco negro da história, um verdadeiro 'monstro' maior que o Sistema Solar
Ciência Há 6 mêss
Veja a 1ª imagem de um buraco negro da história, um verdadeiro 'monstro' maior que o Sistema Solar Primeira imagem de um buraco negro é finalmente tirada e ele é considerado um verdadeiro ‘monstro’ pelos Astrônomos.
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 10 mêss
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 10 mêss
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 10 mêss
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 10 mêss
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 10 mêss
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Últimas postagens
1
5 canais que estão no Youtube e que são no mínimo inusitados
2
Quais são os próximos filmes da Marvel que já foram confirmados?
3
Os 5 lugares mais sujos da sua casa
4
O futuro da Marvel – Novo trailer Homem-Aranha: Longe de Casa
5
Os empregos mais estranhos do mundo
6
Redmi lança versão “Avengers Edition” para Redmi 7 e Note 7
7
Ferramentas incríveis escondidas no Google
8
Quanto tempo cada herói apareceu em Vingadores: Ultimato
9
Vingadores Ultimato em busca do recorde de Bilheteria
10
Samurai 8: The Tale Of Hachimaru – Novo mangá de Kishimoto
Parceiros
Publicidade