Estudo aponta que cobras são mais canibais do que se imaginava

A verdade é que algumas espécies se alimentam bastante de outras cobras da mesma espécie.

Estudo aponta que cobras são mais canibais do que se imaginava
Escrito por: Ms Redação 05 de outubro de 2018 22h45 Comentários

Como se as cobras não fossem assustadoras o suficiente, um novo estudo prova que elas são ainda mais terríveis do que você imaginava.

Pesquisadores que haviam trabalhado no Deserto do Kalahari, na África do Sul, publicaram recentemente o relato de uma cobra macho que comeu uma naja menor, de acordo com a National Geographic. Inicialmente, eles pensaram que esta era uma instância única. Mas depois de mais investigações, a equipe de pesquisa descobriu que o canibalismo entre cobras é bastante comum.

O estudo descobriu que outras cobras compõem 13-43 por cento da dieta de uma cobra, e as espécies mais comuns de cobra consumidas são as da mesma espécie. “Nós sabíamos que elas comiam outras cobras. O que não sabíamos é que as cobras formam uma grande parte de sua dieta ”, disse o herpetólogo Bryan Maritz.

"Em vez de capturar dois animais de estudo em potencial, encontramos um animal de estudo bem alimentado", disse Maritz sobre a forma como sua equipe conduziu a pesquisa na revista Ecology. Eles equiparam sua cobra escolhida, apelidada de Hannibal, com um transmissor de rádio que lhes permitia rastreá-lo. Com certeza, eles encontraram muitas evidências para o canibalismo generalizado.

Das cerca de 30 espécies de cobra do gênero Naja existentes no mundo, seis foram incluídas neste estudo. Cinco dessas seis espécies foram vistas comendo a sua própria espécie, com as naja nivea sendo particularmente inclinadas a comer umas às outras.

Os membros de sua própria espécie representavam cerca de 4% das dietas de dessa espécie. Isso foi particularmente surpreendente para os pesquisadores descobrirem, dado que um estudo realizado há 11 anos não encontrou evidências de canibalismo entre as naja nivea.

Além dessa descoberta, o fato de um macho estar comendo outro macho também se destacou para os pesquisadores. Quando o incidente foi relatado pela primeira vez a Martiz e sua equipe de pesquisa, pensou-se que os dois machos cobras estavam lutando entre si, de acordo com a Live Science.

"Fomos recebidos não por dois machos em combate ritualizado como inicialmente esperado, mas sim por uma grande cobra macho no processo de engolir um macho menor [da mesma espécie]", Maritz e seus colegas escreveram em seu relatório.

"O potencial elo entre o combate entre machos e o canibalismo é tentador", disse Maritz. Isso abre a porta para novas pesquisas a serem realizadas para ver se o canibalismo está presente em cobras fêmeas também.

"Podemos ser tentados a supor que os efeitos da alimentação por outras cobras neste grupo são menores, mas eventos relativamente raros podem ter implicações profundas", disse o especialista em serpentes William Hayes na National Geographic. “Comer um único concorrente pode, de fato, significar a diferença entre sobreviver ou garantir um acasalamento”.

Então talvez esse fenômeno assustador seja mais comum do que esses pesquisadores percebem.

Você pode querer ver...
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg
Entretenimento Há 1 semana
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg Ela nunca notou que algo parecia estar errado, até começar a ter um tamanho maior do que qualquer um consideraria normal.
Descoberta nova bactéria na Estação Especial Internacional
Ciência Há 1 semana
Descoberta nova bactéria na Estação Especial Internacional A bactéria que não existe na Terra (ainda) é resistente a antibióticos.
Novo dinossauro brasileiro é nomeado
Entretenimento Há 1 semana
Novo dinossauro brasileiro é nomeado "Thanos" A nova criatura pré-histórica foi descoberta em São José do Rio Preto.
Banheiros do futuro poderão detectar câncer pela urina
Entretenimento Há 1 semana
Banheiros do futuro poderão detectar câncer pela urina Um dos principais métodos para testar a saúde humana é através da urina, no futuro poderemos ter estes testes em casa.
Implantes cerebrais permitem que PCDs usem a internet
Ciência Há 1 semana
Implantes cerebrais permitem que PCDs usem a internet Pacientes tetraplégicos puderam controlar tablets comerciais apenas com o cérebro.
Criadas as primeiras crianças geneticamente modificadas
Ciência Há 2 semanas
Criadas as primeiras crianças geneticamente modificadas Segundo o Cientista He Jiankui ele ajudou a criar duas gêmeas com genética modificada.
Últimas postagens
1
11 imagens que mostram o drama de esperar a namorada nas compras
2
Lembra do Knickers? Acharam um boi ainda maior do que ele
3
A história da mulher que é alérgica ao frio
4
O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII
5
9 imagens que mostram um pouco as dificuldades da paternidade
6
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg
7
Empresa na China multa funcionários que não andam o suficiente
8
Time de futebol finge morte de jogador para adiar jogo
9
Você conhece a réplica em tamanho real da arca de Noé?
10
Descoberta nova bactéria na Estação Especial Internacional
Parceiros
Publicidade