Criadas as primeiras crianças geneticamente modificadas

Segundo o Cientista He Jiankui ele ajudou a criar duas gêmeas com genética modificada.

Criadas as primeiras crianças geneticamente modificadas
Escrito por: Ms Redação 26 de novembro de 2018 17h55 Comentários

Um cientista chinês afirmou que ajudou a criar os primeiros bebês editados por genes do mundo, um par de gêmeas com um gene editado que lhes dá alguma proteção contra o HIV.

He Jiankui - o mentor do projeto, nascido na China e treinado nos Estados Unidos - anunciou o avanço no domingo em verdadeiro estilo do século 21: uma série de vídeos no YouTube.

O Jiankui He Lab, da Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul da China, diz que “publicará [seus] dados completos em breve”, no entanto, as afirmações ousadas ainda não foram verificadas por pesquisadores independentes, conforme relatado pela MIT Technology Review.

Se for verdade, o avanço é extremamente importante e, sem dúvida, controverso. Embora as alterações do gene CRISPR sejam promissores tanto para a ciência quanto para a sociedade, muitos cientistas continuam preocupados em brincar com essa ferramenta nas pessoas, pois ainda é muito cedo para a pesquisa e os testes em humanos têm sido muito limitados.

As gêmeas, chamados Lulu e Nana, nasceram há algumas semanas e agora estão em casa com os pais. A família permanecerá anônima para o público e ele não diria onde o trabalho foi realizado. O pai das gêmeas é HIV positivo. Embora suas filhas não necessariamente nasceriam com HIV, elas agora adquirirão alguma proteção contra o vírus por meio de uma alteração em apenas um gene.

Ele explicou que a gravidez era muito parecida com “fertilização in vitro normal com uma diferença”. Quando os óvulos e espermatozoides foram combinados, os cientistas também adicionaram uma proteína CRISPR que tinha sido "avisada" para alterar o gene CCR5. Desabilitar este gene único ajuda a “fechar a porta”, através do qual o HIV pode entrar e infectar as células. Vale a pena notar que uma infecção pelo HIV ainda pode ocorrer potencialmente.

Pelo menos sete casais foram declarados parte do ensaio clínico, todos contendo um possível pai com HIV, mas apenas um par de gêmeos nasceu. Como o gene é editado em um estágio muito inicial do desenvolvimento, a mudança genética poderia ser herdada e poderia afetar todo o fundo genético. Falando à Associated Press, vários cientistas expressaram dúvidas sobre se a edição genética será totalmente bem-sucedida, citando evidências insuficientes.

Mesmo além das considerações científicas, o projeto é também um campo minado de grandes preocupações éticas. É seguro a longo prazo? É "brincar de Deus?" Que precedente é definido? Abrimos algum tipo de caixa de Pandora?

"Se for verdade, essa experiência é monstruosa", disse o professor Julian Savulescu, professor de ética prática na Universidade de Oxford, em um comunicado. “Os embriões eram saudáveis. Nenhuma doença conhecida. A edição de genes em si é experimental e ainda está associada a mutações fora do alvo.

Este experimento expõe crianças normais saudáveis ??a riscos de edição de genes sem nenhum benefício real necessário."

Ele, por outro lado, continua confiante em seu trabalho: “Acredito que as famílias precisam dessa tecnologia. E estou disposto a aceitar as críticas por eles."

Em um comunicado, a Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul da China disse que não estava ciente da pesquisa. Ele afirma ter ficado "profundamente chocado" com as reportagens da mídia sobre o projeto e observou que o trabalho violou sua ética e códigos de conduta.

Também afirmou que Jiankui Ele está de licença sem pagamento de fevereiro de 2018 a janeiro de 2021. A universidade lançará em breve uma investigação internacional sobre o incidente.

Você pode querer ver...
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 4 dias
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 17 horas
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 4 dias
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 5 dias
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 18 horas
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Aranha amamenta seus filhotes?
Curiosidades Há 1 dia
Aranha amamenta seus filhotes? Pesquisadores chineses afirmam que sim. Eles descobriram que uma espécie de aranha age de modo semelhante com seus filhotes.
Últimas postagens
1
Natal: como não engordar nessa época?
2
Pelos: por que temos?
3
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
4
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
5
Primeira pomada contra picada de aranha
6
Aranha amamenta seus filhotes?
7
Bactérias, novas aliadas na luta contra o Câncer?
8
Peixes que curam corações
9
Casais parecidos são mais bem sucedidos?
10
Descoberto novo planeta parecido com a Terra
Parceiros
Publicidade