Cientistas desenvolvem aeronave que pode voar sem combustível

Não apenas isso, o protótipo voa sem hélices ou turbinas e sem ser puxado por outro avião.

Cientistas desenvolvem aeronave que pode voar sem combustível
Escrito por: Ms Redação 21 de novembro de 2018 22h17 Comentários

Os cientistas deram um grande passo em direção à criação de uma aeronave do futuro, uma movida por um motor de íons, em vez de usar peças móveis e combustível como as aeronaves convencionais.

Em um artigo publicado hoje na Nature, uma equipe liderada por Steven Barrett, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), descreveu como eles criaram o chamado avião movido a eletroaerodinâmica, que usa propulsão de estado sólido, sem hélices ou motores a jato e com combustível descartável.

"O futuro do voo não deve ser coisas com hélices e turbinas", diz Barrett no vídeo abaixo. “[Deve] ser mais parecido com o que você vê em Star Trek, com uma espécie de brilho azul e algo que desliza silenciosamente pelo ar.”

Esse avanço não foi possível antes porque nossa tecnologia simplesmente não era avançada o suficiente. Já em 1921, os cientistas não conseguiram desenvolver algo semelhante, antes confundido com tecnologia anti-gravidade. Mas agora a equipe diz que os principais avanços tecnológicos permitiram que isso acontecesse.

Em seus testes de 2016 a 2018, eles criaram uma aeronave com uma envergadura de 5 metros que pesava 2,45 kg. Ela tem uma série de eletrodos finos correndo através de suas asas, e na frente destes estão fios finos, enquanto na parte traseira há um aerofólio - uma superfície curva para produzir força de voo, como em uma asa plana regular.

Os fios finos na frente são carregados a 20.000 volts positivos, enquanto o aerofólio na parte de trás é carregado com 20.000 volts negativos, criando um forte campo elétrico. Na frente, os elétrons são removidos das moléculas de nitrogênio no ar para produzir íons. E como estes aceleram para a parte de traz, eles produzem um vento iônico, que dá o impulso do avião.

"A ideia básica é que, se você ionizar o ar, o que significa remover um elétron dele, poderá acelerar o ar com um campo elétrico", disse Barrett em entrevista. NADA

Ao longo de 10 voos de teste, o avião voou cerca de 60 metros em 12 segundos em uma academia que a equipe contratou para usar, com uma eficiência de empuxo de cerca de 2,6%. Mas à medida que a velocidade aumenta, a eficiência do sistema aumenta, como em um avião comum. Teoricamente, 1.080 quilômetros por hora, mais rápido que um jato de passageiros, é 50% eficiente.

A técnica é similar a como os motores de íons são usados ??em algumas naves espaciais para viajar pelo espaço. "Existem algumas semelhanças significativas", disse Barrett. No entanto, essas espaçonaves dependem da ionização de um combustível - como o gás xenônio - para produzir empuxo. O avião desenvolvido pela equipe do MIT não precisa de propulsor, contando apenas com fios finos e uma bateria de polímero de lítio pronta para uso.

No momento, a tecnologia é limitada, com o avião sendo um protótipo. Mas as possibilidades futuras são empolgantes.

 

Você pode querer ver...
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 4 dias
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 17 horas
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 4 dias
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 5 dias
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 18 horas
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Aranha amamenta seus filhotes?
Curiosidades Há 1 dia
Aranha amamenta seus filhotes? Pesquisadores chineses afirmam que sim. Eles descobriram que uma espécie de aranha age de modo semelhante com seus filhotes.
Últimas postagens
1
Natal: como não engordar nessa época?
2
Pelos: por que temos?
3
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
4
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
5
Primeira pomada contra picada de aranha
6
Aranha amamenta seus filhotes?
7
Bactérias, novas aliadas na luta contra o Câncer?
8
Peixes que curam corações
9
Casais parecidos são mais bem sucedidos?
10
Descoberto novo planeta parecido com a Terra
Parceiros
Publicidade