Teia de aranha é uma das maiores esperanças da Ciência

A teia destes aracnídeos pode ser usada para várias aplicações, incluindo medicinais e militares.

Teia de aranha é uma das maiores esperanças da Ciência
Escrito por: Ms Redação 01 de setembro de 2017 15h15 Comentários

 Na vida real o Homem Aranha seria capaz de escalar paredes usando a sua teia. E isso não é apenas invenção da Marvel, é ciência!

De acordo com os cientistas, os filmes na verdade subestimam a capacidade desta fibra incrível. Na vida real uma linha de teia de aranha é mais forte que uma linha de aço, mesmo sendo apenas um décimo o diâmetro de um fio de cabelo humano.

Além do mais, a teia de aranha é mais forte que Kevlar e mais maleável que um elástico. Por isso este material tem vários usos na medição, construção e até aplicações militares. Um exemplo disso são as pesquisas para usar teia de aranha no desenvolvimento de bandagens, curativos, cabos para pontes, airbags e proteção à prova de balas.

A teia de aranha é formada de várias correntes com proteínas moleculares juntas uma a outra. Outra propriedade interessante sobre a teia de aranha é que ela nunca enrola ou trança.  Quando a teia da aranha é torcida ela não enrola, ela reduz o tamanho mas mantém total controle por parte da aranha.

Existem pesquisas sobre estas propriedades que pretendem criar cordas mais seguras para paraquedas e escadas em helicópteros de resgate.

O grande problema em estudar a teia de aranha é que é muito difícil fazer com que essas criaturas produzam o material em cativeiro, sem contar que aranhas são canibais, portanto elas dificilmente se mantêm vivas por muito tempo quando capturadas.

Felizmente alguns pesquisadores suecos conseguiram criar uma teia sintética este ano usando proteínas da E. Colo (sim, as bactérias das fezes) e um mecanismo giratório que imita a mudança de pH que acontece quando a aranha cria a sua teia.

Esta técnica permitiu a criação da teia sintética sem o uso de químicos perigosos. De acordo com o time, este novo material sintético pode usado na medicina regenerativa em um futuro próximo.

Você pode querer ver...
O curioso caso do garoto do Vietnã que
Entretenimento Há 12 minutos
O curioso caso do garoto do Vietnã que "nasceu" falando inglês Ninguém sabe como, mas Le Nguyen fala inglês perfeitamente, mesmo que nunca tenha tido nenhum contato com a língua antes.
Como a URSS usou bombas nucleares para apagar incêndios
Ciência Há 19 horas
Como a URSS usou bombas nucleares para apagar incêndios A antiga União Soviética utilizou bombas nucleares em alguns incêndios que métodos tradicionais não resolviam.
Segundo estudo é possível fazer 30 minutos de execícios em 2
Ciência Há 20 horas
Segundo estudo é possível fazer 30 minutos de execícios em 2 Segundo a pesquisa, 2 minutos de atividade intensa podem equivaler a 30 minutos de atividade moderada.
Duelo animal: Família de lontra enfrenta crocodilo
Entretenimento Há 1 dia
Duelo animal: Família de lontra enfrenta crocodilo Apesar de pequenas, as lontras são bem mais corajosas do que parecem.
100 Anos - O filme que só poderá ser visto em 2115
Entretenimento Há 1 dia
100 Anos - O filme que só poderá ser visto em 2115 Conheça o estranho filme que foi trancado em um cofre e só sera exibido daqui 100 anos.
A história da mulher que engravidou mesmo sem ter vagina
Curiosidades Há 2 dias
A história da mulher que engravidou mesmo sem ter vagina A história confundiu até mesmo os médicos e é muito mais estranha do que se pode imaginar.
Últimas postagens
1
O curioso caso do garoto do Vietnã que "nasceu" falando inglês
2
Como a URSS usou bombas nucleares para apagar incêndios
3
Segundo estudo é possível fazer 30 minutos de execícios em 2
4
Duelo animal: Família de lontra enfrenta crocodilo
5
100 Anos - O filme que só poderá ser visto em 2115
6
Observatório evacuado tinha um problema mais grave que ETs
7
Conheça a história do avô mais jovem do mundo
8
A história da mulher que engravidou mesmo sem ter vagina
9
Cafeteria coreana faz sucesso ao parecer história em quadrinhos
10
Parece ficção! conheça o Elevador para o Espaço.
Parceiros
Publicidade