O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII

Stigler, piloto de caça, escoltou um bombardeio inimigo de volta para a Inglaterra em segurança.

O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII
Escrito por: Ms Redação 29 de novembro de 2018 15h40 Comentários

Momentos tocantes da humanidade, a ética e a moral são bastante raras em momentos de guerra. A Trégua de Natal da Primeira Guerra Mundial foi um excelente exemplo de tal humanidade, assim como as heroicas ações do piloto de caça alemão da Luftwaffe Franz Stigler em 20 de dezembro de 1943. Suas ações levaram nove homens de volta para casa a tempo do Natal.

Charlie Brown, da USAAF, era um tenente voando em sua primeira missão como comandante de aeronave pilotando um B-17, "Ye Olde Pub", em um bombardeio sobre Bremen.

O bombardeiro de Brown ocupou a especialmente perigosa asa esquerda da formação, às vezes chamada de "Canto do Coração Púrpura" (Coração Púrpura é a medalha que soldados feridos ou mortos recebem), ou então "Canto do Caixão". Bremen era defendida por um grande contingente de combatentes e armas de fogo bem-tripuladas.

Dois B-17s foram rapidamente atingidos por fogo pesado, e muitos caíram. O bombardeiro de Brown foi atingido pelo menos uma vez na asa esquerda. A tripulação teve que desligar um motor que os tirou da formação. Logo eles foram recebidos por cerca de oito combatentes inimigos.

O B-17 era às vezes chamado de porco-espinho voador e o Ye Olde Pub certamente correspondia ao nome. Os artilheiros abateram pelo menos três caças inimigos.

Os caças restantes ainda foram capazes de levar a luta ao bombardeiro, no entanto, e as balas atravessaram o Pub Ye Olde como papel.

O artilheiro de cauda, ??sargento Hugh Eckenrode, foi morto quando grandes partes da cauda foram atiradas ao chão. Mais nove tripulantes ficaram feridos, alguns gravemente.

Os sistemas elétrico, hidráulico e de oxigênio foram danificados. Brown foi ferido no ombro e os gravemente feridos tiveram pouco alívio já que as seringas de morfina ficaram congeladas.

O B-17 de Brown ficou muito mais danificado do que esse na foto, que foi capaz de pousar com toda a tribulação sã e salva.

A privação de oxigênio e as feridas fizeram com que Brown apagasse momentaneamente enquanto o bombardeiro se aproximava da Terra. Brown acordou e disse que sua primeira lembrança era de esquivar-se de árvores.

As feridas e a falta de oxigênio tornaram sua memória nebulosa, mas a partir do dano severo e da queda na altitude, supõe-se que os combatentes alemães descobriram que seu alvo estava destinado a cair.

Brown conseguiu uma certa altitude, assim como o piloto alemão Franz Stigler estava reabastecendo. Stigler viu o bombardeio e rapidamente levantou voo para persegui-lo.

Stigler era um piloto veterano que acabaria por servir em mais de 400 missões de combate em quase todas as frentes da guerra. Voando o 109 Me, na época chamado de "Killing Machine" (Maquina de Matar), Stigler estava a um bombardeio longe de ganhar a alta honra da Knight's Cross.

Messerschmitt Bf 109, ou 109 Me, era um dos caças mais temidos da WWII.

Stigler observou o avião inimigo, esperando que o artilheiro de cauda levantasse as armas. Vendo as armas traseiras caídas, ele se aproximou e viu a enorme quantidade de dano.

Buracos de bala estavam presentes em todo o avião. Stigler sabia que a maioria dos homens tinha que estar gravemente ferida ou mortos. Arriscando-se, considerando que as armas podiam disparar a qualquer momento, Stigler voou para ficar ao lado do cockpit.

O piloto alemão e o americano se entreolharam. Brown disse que fechou os olhos e esperou que seu pesadelo acabasse. Stigler esperava persuadir Brown a pousar.

Brown não conseguiria pensar me nada disso, seu corpo ferido e seu cérebro faminto por oxigênio apenas se concentrando em voltar para a Inglaterra.

Stigler não tinha como dar ordens verbais a Brown, apenas apontar com as mãos. Vendo que o bombardeiro estava indo em direção à Inglaterra, Stigler tinha todas as oportunidades para abatê-los.

Em vez disso, ele escoltou o bombardeiro pelas águas abertas. O alemão não tinha como saber se os caças da escolta inimiga estavam a caminho, mas ainda assim protegeu Brown pelo canal.

Ele sabiamente voltou antes de chegar muito perto da Inglaterra, embora não antes de fazer uma saudação final para o piloto dos Aliados.

O ás alemão nunca falou de suas ações durante a guerra. Provavelmente ele enfrentaria a corte marcial por sua ação.

Os B-17s eram odiados pelos alemães, eles lançavam enormes quantidades de bombas e muitas vezes derrubavam vários caças inimigos com sua variedade de armas. A humanidade de Stigler poderia ser apreciada, mas provavelmente não durante a guerra.

Cerca de 30 a 40 anos depois, Brown estava morando nos Estados Unidos depois de uma longa carreira e Stigler havia se mudado para o Canadá após anos de serviço na Alemanha durante e após a guerra.

Brown tinha uma lembrança muito nebulosa do incidente e foi encorajado a encontrar o alemão que o saudou para preencher o restante da memória e garantir que não fosse um sonho ou uma alucinação.

Depois de escrever para os boletins de pilotos alemães, ele finalmente recebeu uma resposta do piloto que poupou sua vida.

Depois de um longo telefonema em que Stigler preenchia os espaços da história e provava que ele era o piloto certo, os dois se conheceram pessoalmente. Eles se deram bem esplendidamente e são amigos desde então.

A banda Sabbaton, conhecida por músicas históricas, tem uma música sobre o incidente chamada "No Bullets Fly" ou "Nenhuma bala voa". 

Você pode querer ver...
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 4 dias
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 4 dias
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 5 dias
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Aranha amamenta seus filhotes?
Curiosidades Há 1 dia
Aranha amamenta seus filhotes? Pesquisadores chineses afirmam que sim. Eles descobriram que uma espécie de aranha age de modo semelhante com seus filhotes.
Peixes que curam corações
Curiosidades Há 3 dias
Peixes que curam corações Os pesquisadores descobriram que em partes do genoma do peixe existe um mecanismo que é capaz de regenerar tecidos cardíacos, ou seja, pode recuperar o tecido danificado de um coração.
Casais parecidos são mais bem sucedidos?
Curiosidades Há 4 dias
Casais parecidos são mais bem sucedidos? Pesquisadores da Universidade de Amisterdã acreditam que encontraram uma resposta. Eles desenvolveram uma pesquisa mais elaborada em cima de outras anteriores.
Últimas postagens
1
Natal: como não engordar nessa época?
2
Pelos: por que temos?
3
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
4
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
5
Primeira pomada contra picada de aranha
6
Aranha amamenta seus filhotes?
7
Bactérias, novas aliadas na luta contra o Câncer?
8
Peixes que curam corações
9
Casais parecidos são mais bem sucedidos?
10
Descoberto novo planeta parecido com a Terra
Parceiros
Publicidade