Meteoro cai nos EUA e causa pequeno abalo sísmico

Apesar da escala 2.0, este é considerado um "pseudo terremoto" já que não houve movimentação de placas tectônicas.

Meteoro cai nos EUA e causa pequeno abalo sísmico
Escrito por: Ms Redação 17 de janeiro de 2018 22h54 Comentários

 

O Michigan, nos EUA, passou por um pequeno susto ontem em torno das 8h10 horas locais depois da queda de vários meteoros, com vários clarões. O meteoro se chocou contra uma camada da atmosfera a cerca de 80 quilômetros de altura, a mesosfera. O ar na frente dele tornou-se altamente comprimido e aquecido o que fez a sua camada externa acender, iluminando a noite de muita gente.

Alguns pensaram que poderia ter sido um fenômeno baseado no clima, mas não: o Serviço Meteorológico Nacional de Detroit explicou que "o flash e a explosão não eram trovões nem relâmpagos, mas sim um provável meteoro ", algo que foi confirmado mais tarde.

Conforme relatado pelo United States Geological Survey (USGS), e como foi percebido pelo meteorologista Eric Holthaus, o meteorito também gerou bastante onda de choque quando se separou na atmosfera. Consequentemente, isso registrou como um tremor de 2.0 em sismômetros - um tipo de pseudo-terremoto, mas que definitivamente não é real.

Os terremotos genuínos requerem movimento tectônico. Quando dois segmentos da crosta movem-se de repente um para o outro através de um plano de falha, isso é um terremoto.

Os sismógrafos captam qualquer tipo de tremor causado por qualquer coisa suficientemente grande, porém: desde testes de armas nucleares na Coréia do Norte até furacões poderosos sobre o Oceano Atlântico, todos eles balançam a crosta até certo ponto capaz de provocar um tremor. Mesmo os fãs de futebol saltitantes dispararam um alerta de terremoto recentemente.

Eles não são realmente terremotos, e seus sinais sísmicos são distintos. Os geofísicos sabem a diferença entre o sinal do terremoto e uma explosão nuclear, por exemplo.

 

 

Você pode querer ver...
Natal: como não engordar nessa época?
Curiosidades Há 1 mês
Natal: como não engordar nessa época? De acordo com uma pesquisa realizada por cientistas, se você prestar atenção em dicas simples sem exagerar nas bebidas e comidas o ganho de peso é muito menor no fim de ano.
Pelos: por que temos?
Ciência Há 1 mês
Pelos: por que temos? Essa pergunta foi respondida, pelos menos parcialmente, por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia que publicaram um estudo na revista científica Cell Reports.
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas
Curiosidades Há 1 mês
Aplicativo promete detectar anemia sem agulhas De acordo com os autores, os resultados são animadores e que pretendem disponibilizar para download até o fim do primeiro semestre de 2019.
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra?
Curiosidades Há 1 mês
Novos sóis e novos planetas: vida fora da Terra? O estudo demonstra que esses planetas sejam rochosos, havendo um equilíbrio para a existência de vida nesses planetas.
Primeira pomada contra picada de aranha
Ciência Há 1 mês
Primeira pomada contra picada de aranha Pesquisadores do Instituto Butatã (IB) anunciaram a produção de uma pomada capaz de salvar uma pessoa de uma picada de aranha-marrom (Loxosceles sp).
Aranha amamenta seus filhotes?
Curiosidades Há 1 mês
Aranha amamenta seus filhotes? Pesquisadores chineses afirmam que sim. Eles descobriram que uma espécie de aranha age de modo semelhante com seus filhotes.
Últimas postagens
1
Mileva, o braço direito de Einstein
2
Tartarugas marinhas são infiéis
3
Miopia: como ter uma visão melhor?
4
Ataques cardíacos no Natal e Ano Novo
5
Que palavras nos tornam humanos?
6
Farout: o planeta cor-de-rosa
7
Botas de fungos e suor
8
A formiga drácula: mandíbulas mais potentes do mundo
9
Natal: como não engordar nessa época?
10
Pelos: por que temos?
Parceiros
Publicidade