Estudos mostram que macacos fazem guerra assim como humanos

E elas são tão brutais e desnecessárias como as nossas.

Estudos mostram que macacos fazem guerra assim como humanos
Escrito por: Ms Redação 29 de março de 2018 18h52 Comentários

Quando um novo líder foi coroado, esperava-se que a comunidade se estabelecesse e a paz prevalecesse. Mas dois pretendentes mais jovens tinham outras idéias, suas ambições sublimes significando que queriam tomar o poder para si. A fratura resultante no grupo levou a anos de guerra brutal, durante os quais os ataques foram realizados, as emboscadas foram armadas e ninguém ficou com vergonha de cometer assassinatos.

O conflito tornou-se conhecido como a Guerra dos Quatro Anos de Gombe e é a única guerra civil dos chimpanzés totalmente documentada. Agora, um novo estudo reexaminou os episódios que levaram à guerra, para tentar descobrir o que a desencadeou.

Os eventos foram gravados por Jane Goodall após uma década assistindo a comunidade de chimpanzés no Parque Nacional de Gombe, numa época em que os chimpanzés ainda eram considerados macacos pacíficos e que viviam em florestas. Entre os anos de 1974 e 1978, ela observou a extrema violência que estava presente em uma comunidade aparentemente dividida em que os macacos travaram uma guerra selvagem. O que ela testemunhou realmente a perturbou.

“Muitas vezes, quando eu acordava à noite, imagens horríveis surgiam espontaneamente em minha mente - Satanás [um dos macacos], colocando a mão sob o queixo de Sniff para beber o sangue que brotava de uma grande ferida em seu rosto ... Jomeo rasgando uma tira de pele da coxa de Dé; Figan, atacando e batendo, de novo e de novo, o corpo ferido e trêmulo de Golias, um de seus heróis da infância" - escreveu Goodall em suas memórias de seu tempo em Gombe.

Mas a causa da guerra sempre esteve em debate. Foi um evento natural que estava ocorrendo independentemente de Goodall, que estava simplesmente observando os macacos, ou foi desencadeado pela estação de alimentação que ela montou na floresta, reunindo um grupo de chimpanzés antinaturais?

Depois de digitalizar todas as notas de campo originais de Goodall desde seu tempo em Gombe e depois analisá-las, os pesquisadores construíram um quadro impressionantemente detalhado das interações sociais e amizades entre os chimpanzés na época e mapearam como elas mudaram. Eles publicaram seus resultados no American Journal of Physical Anthropology.

Eles descobriram que as sementes para o conflito já estavam lá nos anos que antecederam a guerra. Enquanto no final da década de 1960, todos os machos estavam se misturando alegremente, em 1971, as fraturas começaram a aparecer. Os machos do norte e do sul estavam começando a passar menos tempo um com o outro, e os encontros se tornaram cada vez mais agressivos. 

Em um ano, os dois lados se tornaram distintos, com os chimpanzés permanecendo e se socializando apenas dentro de seus próprios grupos, dois anos antes que os combates se transformassem em guerra total. Os pesquisadores suspeitam que a divisão ocorreu depois que um macaco chamado Humphrey se tornou o macho alfa, algo em que os machos do sul, Charlie e Hugh, discordavam. 

Nos quatro anos seguintes, e uma campanha de combates, violência e sequestros, Humphrey e sua comunidade do norte mataram todos os machos do grupo do sul e assumiram o território, bem como as três únicas fêmeas sobreviventes. Na verdade, este último estudo mostra que era provável que o número limitado de mulheres maduras na floresta no momento foi o que precipitou o conflito.

Os pesquisadores sugerem que - não muito diferente do que vemos nas comunidades humanas de hoje - a disputa entre os homens foi em grande parte motivada pela ambição, poder e inveja, e como tal provavelmente teria ocorrido com ou sem Goodall estando lá.

Você pode querer ver...
Foto de Hitler e garota judia é leiloada por mais de U$10.000
Entretenimento Há 17 horas
Foto de Hitler e garota judia é leiloada por mais de U$10.000 A garota era grande amiga de Hitler e ele provavelmente sabia que ela era judia.
Nova descoberta
Ciência Há 21 horas
Nova descoberta "reescreve" a Árvore da Vida como conhecemos A descoberta de um novo micróbio que não estava listado em nenhum reino animal pode dar bastante trabalho para biólogos.
China bate recorde de temperatura com novo teste de fusão
Entretenimento Há 22 horas
China bate recorde de temperatura com novo teste de fusão Cientistas conseguiram atingir uma temperatura igual a 7x o interior do Sol, garantindo a fusão nuclear mais quente até o momento.
Motos voadoras estão começando a ser vendidas
Entretenimento Há 1 dia
Motos voadoras estão começando a ser vendidas Tem coragem de andar em uma dessas?
Arquélogos descobrem a cidade perdida de Tenea
Entretenimento Há 1 dia
Arquélogos descobrem a cidade perdida de Tenea Não é Atlantis, mas já é algo bem legal...
Gorila-das-montanhas é removido da lista
Entretenimento Há 1 dia
Gorila-das-montanhas é removido da lista "Crítica" de extinção O animal saiu do "Criticamente ameaçado" para " Em perigo", mas já é um bom avanço.
Últimas postagens
1
Foto de Hitler e garota judia é leiloada por mais de U$10.000
2
Nova descoberta "reescreve" a Árvore da Vida como conhecemos
3
China bate recorde de temperatura com novo teste de fusão
4
Motos voadoras estão começando a ser vendidas
5
Arquélogos descobrem a cidade perdida de Tenea
6
Gorila-das-montanhas é removido da lista "Crítica" de extinção
7
10 erros de design que nem dá para acreditar que são reais
8
Chuvas no deserto do Atacama foram desastrem, não milagre
9
O Facebook está começando a testar botão "desenviar"
10
Encontrada nova pintura de Jesus com mais de 1500 anos
Parceiros
Publicidade