Empresa organiza "Sequestros do bem" em São Paulo

É cada uma que inventam hoje em dia. Mas quem tem tempo e dinheiro de sobra tendem a ter ideias bobas.

Empresa organiza
Escrito por: Ms Redação 11 de setembro de 2017 21h39 Comentários

A palavra “Sequestro” é algo que assusta qualquer pessoa, principalmente quem está acostumado com a realidade violenta das grandes cidades brasileiros. Mas recentemente está acontecendo na cidade de São Paulo uma espécie de “cativeiro relâmpago do bem”. São jantares secretos, promovidos pela Watson Eventos. Funciona assim: todos os envolvidos (inclusive a pessoa que contrata o serviço) são abordados pela equipe, vendados e levados a uma locação especial para um jantar, também às cegas.

Existem seis tipos de “plano de sequestro”: corporativo, gastronômico, turístico, holístico, sensual e erótico. Vale de um casal a até quarenta pessoas. No cardápio, o “mandante” pode escolher entre doze chefs, cada um com uma especialidade: de carnes vermelhas a pratos veganos.

Normalmente, só é possível entrar em contato com a empresa por meio de uma senha, distribuída por quem já participou desse tipo de evento. Cada convidado recebe uma espécie de “voucher” após o jantar que podem ser distribuídas para até quatro pessoas do círculo deles. Tudo isso para garantir o sigilo dos jantares mais “picantes” (sensual e erótico principalmente). “Faço jantares para pessoas públicas, desde celebridades até embaixadores, cônsul e fazemos assim para manter a segurança, privacidade entre outros elementos”, diz a idealizadora, a empresária Regina Gonzalez Watson.

Regina criou a ideia em 2013, depois de sofrer um AVC. “Acordei e resolvi realizar sonhos”, diz a empresária, que trabalhava no mercado de luxo. “Fui casada duas vezes, tínhamos uma excelente situação financeira, mas em datas comemorativas eles chegavam sempre com uma caixa de bombons ou flores ou ‘presentinho padrão’. Sem um plus de carinho adicional, sabe? Que viesse com um grãozinho de arroz escrito EU TE AMO feito por ele, o valor seria outro. Dá para entender? Resumo da ópera, nasceu por conta de uma frustração no casamento”, diz Regina em entrevista.

Nesses anos, Regina coleciona boas histórias. “Um dos sequestros que realizo até hoje é de um casal. Ela quem me contratou para sequestrar o ex-marido dentro de uma igreja. Trabalho dado, trabalho executado. Enfim, eles permanecem como amantes até hoje e o que antes era quinzenalmente passou para mensal. O que eles gostam é de preservar essa chama louca do inesperado sem o compromisso diário de um casamento”, conta.

O “preço do crime” começa a partir de 1000 reais, com o “pacote básico”, ou seja, uma ação de carro em São Paulo. “Mas há também os luxuosos, que podem ser de avião, navio ou com destinos internacionais”, conta Regina.

Para algumas pessoas a ideia é e mau gosto, principalmente por brincar com algo que pode ser traumático para muita gente que já passou por esta situação.

O que seria o próximo? Restaurante com temáticas de câmara de gás?

Você pode querer ver...
11 imagens que mostram o drama de esperar a namorada nas compras
Entretenimento Há 1 semana
11 imagens que mostram o drama de esperar a namorada nas compras Quem já foi em uma loja com a namorada ou com a mãe sabe bem como é.
Lembra do Knickers? Acharam um boi ainda maior do que ele
Entretenimento Há 1 semana
Lembra do Knickers? Acharam um boi ainda maior do que ele Agora é a era das vacas gigantes, aparentemente...
A história da mulher que é alérgica ao frio
Entretenimento Há 1 semana
A história da mulher que é alérgica ao frio E o pior de tudo, ela mora em um dos lugares mais frios do Canadá.
O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII
Entretenimento Há 1 semana
O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII Stigler, piloto de caça, escoltou um bombardeio inimigo de volta para a Inglaterra em segurança.
9 imagens que mostram um pouco as dificuldades da paternidade
Entretenimento Há 1 semana
9 imagens que mostram um pouco as dificuldades da paternidade Confira algumas fotos que mostram um pouco como é ser um pai ou uma mãe.
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg
Entretenimento Há 1 semana
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg Ela nunca notou que algo parecia estar errado, até começar a ter um tamanho maior do que qualquer um consideraria normal.
Últimas postagens
1
11 imagens que mostram o drama de esperar a namorada nas compras
2
Lembra do Knickers? Acharam um boi ainda maior do que ele
3
A história da mulher que é alérgica ao frio
4
O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII
5
9 imagens que mostram um pouco as dificuldades da paternidade
6
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg
7
Empresa na China multa funcionários que não andam o suficiente
8
Time de futebol finge morte de jogador para adiar jogo
9
Você conhece a réplica em tamanho real da arca de Noé?
10
Descoberta nova bactéria na Estação Especial Internacional
Parceiros
Publicidade