Empresa organiza "Sequestros do bem" em São Paulo

É cada uma que inventam hoje em dia. Mas quem tem tempo e dinheiro de sobra tendem a ter ideias bobas.

Empresa organiza
Escrito por: Ms Redação 11 de setembro de 2017 21h39 Comentários

A palavra “Sequestro” é algo que assusta qualquer pessoa, principalmente quem está acostumado com a realidade violenta das grandes cidades brasileiros. Mas recentemente está acontecendo na cidade de São Paulo uma espécie de “cativeiro relâmpago do bem”. São jantares secretos, promovidos pela Watson Eventos. Funciona assim: todos os envolvidos (inclusive a pessoa que contrata o serviço) são abordados pela equipe, vendados e levados a uma locação especial para um jantar, também às cegas.

Existem seis tipos de “plano de sequestro”: corporativo, gastronômico, turístico, holístico, sensual e erótico. Vale de um casal a até quarenta pessoas. No cardápio, o “mandante” pode escolher entre doze chefs, cada um com uma especialidade: de carnes vermelhas a pratos veganos.

Normalmente, só é possível entrar em contato com a empresa por meio de uma senha, distribuída por quem já participou desse tipo de evento. Cada convidado recebe uma espécie de “voucher” após o jantar que podem ser distribuídas para até quatro pessoas do círculo deles. Tudo isso para garantir o sigilo dos jantares mais “picantes” (sensual e erótico principalmente). “Faço jantares para pessoas públicas, desde celebridades até embaixadores, cônsul e fazemos assim para manter a segurança, privacidade entre outros elementos”, diz a idealizadora, a empresária Regina Gonzalez Watson.

Regina criou a ideia em 2013, depois de sofrer um AVC. “Acordei e resolvi realizar sonhos”, diz a empresária, que trabalhava no mercado de luxo. “Fui casada duas vezes, tínhamos uma excelente situação financeira, mas em datas comemorativas eles chegavam sempre com uma caixa de bombons ou flores ou ‘presentinho padrão’. Sem um plus de carinho adicional, sabe? Que viesse com um grãozinho de arroz escrito EU TE AMO feito por ele, o valor seria outro. Dá para entender? Resumo da ópera, nasceu por conta de uma frustração no casamento”, diz Regina em entrevista.

Nesses anos, Regina coleciona boas histórias. “Um dos sequestros que realizo até hoje é de um casal. Ela quem me contratou para sequestrar o ex-marido dentro de uma igreja. Trabalho dado, trabalho executado. Enfim, eles permanecem como amantes até hoje e o que antes era quinzenalmente passou para mensal. O que eles gostam é de preservar essa chama louca do inesperado sem o compromisso diário de um casamento”, conta.

O “preço do crime” começa a partir de 1000 reais, com o “pacote básico”, ou seja, uma ação de carro em São Paulo. “Mas há também os luxuosos, que podem ser de avião, navio ou com destinos internacionais”, conta Regina.

Para algumas pessoas a ideia é e mau gosto, principalmente por brincar com algo que pode ser traumático para muita gente que já passou por esta situação.

O que seria o próximo? Restaurante com temáticas de câmara de gás?

Você pode querer ver...
Confira o trailer do Spotify que foi banido por ser assustador
Entretenimento Há 5 horas
Confira o trailer do Spotify que foi banido por ser assustador O vídeo foi denunciado por ser assustador e não adequado para crianças.
Cubra os ouvidos: Homem bate recorde de nota musical mais alta
Entretenimento Há 6 horas
Cubra os ouvidos: Homem bate recorde de nota musical mais alta O recorde de alta musical mais alta cantada por um homem é impressionante.
Chineses pretendem lançar lua artificial para iluminar as ruas
Entretenimento Há 6 horas
Chineses pretendem lançar lua artificial para iluminar as ruas A ideia é criar um ponto turístico, assim como diminuir o gasto com postes de luz.
O aquecimento global poderá causar a falta da cerveja
Entretenimento Há 1 dia
O aquecimento global poderá causar a falta da cerveja É, parece que agora a coisa ficou séria...
Templo milenar esculpido em uma única rocha faz viraliza
Entretenimento Há 1 dia
Templo milenar esculpido em uma única rocha faz viraliza O templo não é novo, mas agora está começando a receber reconhecimento online.
O site que cobra 99 cents para você ver quem pagou também
Entretenimento Há 1 dia
O site que cobra 99 cents para você ver quem pagou também O site não faz nada além de cobrar a pessoa curiosa o suficiente para quem quer saber quem também foi curioso.
Últimas postagens
1
Confira o trailer do Spotify que foi banido por ser assustador
2
Cubra os ouvidos: Homem bate recorde de nota musical mais alta
3
Chineses pretendem lançar lua artificial para iluminar as ruas
4
O aquecimento global poderá causar a falta da cerveja
5
Templo milenar esculpido em uma única rocha faz viraliza
6
O site que cobra 99 cents para você ver quem pagou também
7
Homem se enterra vivo na Índia para virar um deus
8
Urso é salvo de pote de plástico após ação de 3 dias
9
Cientistas descobriram a chave para o sucesso acadêmico
10
Homem garante que come pizza todos os dias a 37 anos
Parceiros
Publicidade