Empresa na China multa funcionários que não andam o suficiente

Se você não der 180 mil passos por mês, o salário fica mais baixo.

Empresa na China multa funcionários que não andam o suficiente
Escrito por: Ms Redação 29 de novembro de 2018 13h54 Comentários

Uma empresa na China tem sido criticada por multar funcionários se eles não andarem pelo menos 180.000 passos por mês, segundo um relatório.

De acordo com o Information Times, funcionários de uma firma imobiliária anônima na cidade de Guangzhou, no sul do país, foram multados em 0,01 yuan (0,1 centavos) por cada passo faltando para atingir a meta.

Uma funcionário, identificada apenas como 'Little C', disse ao jornal que as horas extras frequentes dificultavam que o pessoal andasse pelo menos 6.000 passos por dia fora do horário de trabalho.

"Eu entendo que a empresa quer nos encorajar a fazer mais exercícios", ela disse, "mas eu nem tenho tempo suficiente para dormir porque preciso fazer caminhadas para atingir a meta".

Liu Fengmao, um representante de um escritório de advocacia local, diz que a empresa não tem fundamentos legais para rastrear as medidas dos funcionários como uma medida de desempenho, e que tal regra no local de trabalho pode criar mais complicações para o empregador.

O Sr. Liu diz que a equipe poderia afirmar que caminhar fora do escritório constitui uma hora extra ou que uma lesão no pé era um incidente no local de trabalho.

O Information Times diz que este não é o primeiro caso conhecido de uma empresa que introduz uma regra de locomoção no local de trabalho. Em janeiro de 2017, uma empresa de tecnologia em Chongqing, no sudoeste do país, foi criticada por pedir à equipe que andasse 10 mil passos por dia. O jornal Chongqing Evening Post diz que a empresa usou isso como um critério para avaliar seu desempenho.

Muitos no popular microblog Sina Weibo expressaram diversão com a regra do local de trabalho, mas também têm criticado a ação da empresa. "Esta empresa está apenas procurando um motivo para reduzir salários", disse um usuário da empresa de Guangzhou.

Mas outros argumentam que tal regulamentação vem com algum benefício. "A recompensa é que você é saudável!" um usuário diz. Porém, como a própria funcionária afirmou, ela não tem tempo para dormir para poder fazer caminhada. E pouco sono é uma das maneiras mais fáceis de destruir a sua saúde.

As informações são da BBC 

Você pode querer ver...
11 imagens que mostram o drama de esperar a namorada nas compras
Entretenimento Há 2 mêss
11 imagens que mostram o drama de esperar a namorada nas compras Quem já foi em uma loja com a namorada ou com a mãe sabe bem como é.
Lembra do Knickers? Acharam um boi ainda maior do que ele
Entretenimento Há 2 mêss
Lembra do Knickers? Acharam um boi ainda maior do que ele Agora é a era das vacas gigantes, aparentemente...
A história da mulher que é alérgica ao frio
Entretenimento Há 2 mêss
A história da mulher que é alérgica ao frio E o pior de tudo, ela mora em um dos lugares mais frios do Canadá.
O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII
Entretenimento Há 2 mêss
O piloto alemão que arriscou tudo para salvar inimigos na WWII Stigler, piloto de caça, escoltou um bombardeio inimigo de volta para a Inglaterra em segurança.
9 imagens que mostram um pouco as dificuldades da paternidade
Entretenimento Há 2 mêss
9 imagens que mostram um pouco as dificuldades da paternidade Confira algumas fotos que mostram um pouco como é ser um pai ou uma mãe.
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg
Entretenimento Há 2 mêss
Mulher que médicos pensava estar grávida carrega cisto de 25kg Ela nunca notou que algo parecia estar errado, até começar a ter um tamanho maior do que qualquer um consideraria normal.
Últimas postagens
1
5 mortes bizarras durante o sexo
2
5 coisas proibidas na Coreia do Norte
3
As 5 profissões mais bem remuneradas da Angola
4
5 imagens que vão 'bugar' seu cérebro!
5
Animais que são parecidos com dragões
6
Piores insetos do mundo
7
Melhores posições para dormir
8
Casamento entre homem e holograma
9
Charles Darwin economista
10
Anfíbio: 'homenagem' a Donald Trump
Parceiros
Publicidade