Adolescente encontra tesouro da 2ª Guerra em latas de leite

Além de dinheiro e jóias o tesouro também tinha diversos pertences de grande valor histórico.

Adolescente encontra tesouro da 2ª Guerra em latas de leite
Escrito por: Ms Redação 14 de maio de 2018 13h46 Comentários

Um adolescente estava de férias na Polônia com sua família quando encontrou um objeto inesperado. Duas latas de leite enterradas por mais de 70 anos que continham relíquias e heranças da Segunda Guerra Mundial de uma das famílias aristocráticas mais influentes da região.

A maioria dos objetos - que incluíam joias da família, um diário da Primeira Guerra Mundial e um uniforme de oficial da Wehrmacht (Exército Alemão) - eram heranças de família pertencentes ao antigo dono da propriedade, o conde Hans Joachim von Finckenstein.

A maneira como as latas de leite foram enterradas permanece um mistério, mas os arqueólogos têm uma teoria.  

Antes que o Exército Vermelho chegasse à propriedade no que hoje é o norte da Polônia, o conde e sua esposa enviaram suas duas filhas para morar com a família na região que dividia a Polônia com a Alemanha, antes conhecida como Pomerânia. Em março de 1945, o conde foi preso por soldados soviéticos e morreu em um acampamento. Sua esposa Hildegarda permaneceu na propriedade por vários meses trabalhando para os russos antes de partir para a Alemanha.

Os pesquisadores acreditam que provavelmente foi ela quem enterrou a herança da família.

"Essas coisas poderiam ser usadas novamente depois de recuperadas, a maioria delas tinha um valor sentimental, então, de certo modo, elas eram um tesouro familiar, embora chamemos isso de depósito", disse o pesquisador Michal M?otek em um comunicado.

Outros itens incluíam óculos, artigos de toalete, peças de roupa, acessórios para caça, condecorações militares e um uniforme e equipamento oficial da Wehrmacht, além de itens mais pessoais, como notas, jóias, relógio de bolso, colher de prata, cartas, cartões postais, bilhetes e álbuns de fotografias da família.

Duas cartas emitidas por oficiais soviéticos também foram encontradas nas latas, incluindo a passagem segura dos donos da casa, dizendo: “camaradas e soldados, por favor, não prejudiquem os habitantes desta casa. Eles nos deram boas-vindas". Outra carta era de apropriação do gado e outras criações “por ordem do comandante do front”.

Não está claro se o uniforme nazista pertencia ao conde, mas a Prússia Oriental era uma província alemã durante a Segunda Guerra Mundial e muitos moradores fugiram na época.

De acordo com a Science in Poland, os von Finckensteins foram uma das famílias aristocráticas mais influentes na Prússia, provavelmente chegando à área no século 14 com outros cavaleiros da Ordem Teutônica. Durante séculos, a família ocupou importantes escritórios e funções militares em seus estimados 14.000 hectares de terra, que hoje inclui um castelo gótico em ruínas.

Após sua descoberta, Patryk Lessman, de 14 anos, levou as latas de leite para cientistas locais. No ano passado, as equipes de pesquisa documentaram, arquivaram e inspecionaram a propriedade para tentar encontrar outras relíquias antes de fazer o anúncio no início de maio.

De acordo com a lei local, os itens pessoais foram devolvidos à filha de 81 anos do conde, que veio da Alemanha para recuperá-los. O museu planeja traduzir o diário do conde e usá-lo para informações de arquivo.

Waldtraut von Finckenstein, filha do conde, e Patryk Lessman, garoto que encontrou os pertences. 

Você pode querer ver...
Sequência de imagens mostra uma luta entre raposa e águia
Entretenimento Há 8 horas
Sequência de imagens mostra uma luta entre raposa e águia Quem diria que uma raposa poderia ser tão corajosa?
Os melhores elevadores encontrados pelo mundo
Entretenimento Há 2 dias
Os melhores elevadores encontrados pelo mundo Os elevadores não precisam ser caixas metálicas sem graça.
Veja um impressionante vídeo em resolução 12K
Entretenimento Há 2 dias
Veja um impressionante vídeo em resolução 12K Pra quem achava que 4K já estava de bom tamanho.
Daryl Davis, o homem que já fez 200 membros deixarem a KKK
Entretenimento Há 3 dias
Daryl Davis, o homem que já fez 200 membros deixarem a KKK Daryl é um dos únicos negros a frequentarem as reuniões do Klan e a sua coragem
Forrest Gump da vida Real - Homem atravessa os EUA correndo
Entretenimento Há 6 dias
Forrest Gump da vida Real - Homem atravessa os EUA correndo Tudo por uma boa causa.
Não é impressão: A música Pop está cada vez mais triste
Entretenimento Há 6 dias
Não é impressão: A música Pop está cada vez mais triste A Ciência comprovou que as músicas estão cada vez mais melancólicas.
Últimas postagens
1
Sequência de imagens mostra uma luta entre raposa e águia
2
Os melhores elevadores encontrados pelo mundo
3
Veja um impressionante vídeo em resolução 12K
4
Estudo sobre os dentes de Hitler dizem a verdade sobre sua morte
5
Daryl Davis, o homem que já fez 200 membros deixarem a KKK
6
Forrest Gump da vida Real - Homem atravessa os EUA correndo
7
Não é impressão: A música Pop está cada vez mais triste
8
Cientistas descobrem que nº 2 de hipopótamos é mortal
9
10 restaurantes que exageraram na criatividade
10
Gatinho encanta com a reação ao ir para o ar livre pela 1ª vez
Parceiros
Publicidade