A mulher que mudou a vida de soldados feridos na 1ª Guerra

Com rostos desfigurados, eles não teriam como voltar a ter uma vida normal, até que ela decidiu ajudar.

A mulher que mudou a vida de soldados feridos na 1ª Guerra
Escrito por: Ms Redação 10 de agosto de 2018 14h16 Comentários

Períodos de guerra costumam trazer o pior das pessoas, mas também são capazes de trazer o melhor. Um dos eventos onde os máximos do ser humano foi explorado foi a Primeira Guerra Mundial. Muitas pessoas envolvidas nesse conflito são lembradas até hoje por sua crueldade, compaixão ou bravura.

Um dos indivíduos que serão lembrados por sua compaixão é Anna Coleman Watts Ladd, uma escultura americana que se mudou para a França com seu marido em 1917.

Lá ela conheceu Francis Derwent Wood, um escultor que tinha uma loja de próteses faciais para soldados feridos durante a Primeira Guerra Mundial. Wood criava mascarás para soldados desfigurados, dando a eles uma nova chance de ter uma vida normal.

Inspirada pelo trabalho do colega, Anna criou a sua própria loja de máscaras protéticas, onde ela fez máscaras para soldados que precisavam recuperar a autoestima. O trabalho dela mudou a vida de muita gente.

Era um problema comum entre os veteranos de guerra ter estresse pós-traumático que era piorado por causa da sua aparência e o medo que eles tinham de voltar para a sociedade.

Conhecidos como “mutilés” alguns desses soldados eram tão deformados que era impossível reconhece-los


Essas pessoas eram chamadas de “as piores vítimas da guerra” já que estavam condenados a uma vida de solidão

Você pode querer ver...
Descoberto esqueleto de garota enterrada
Curiosidades Há 1 semana
Descoberto esqueleto de garota enterrada "como vampira" no sec. 5 Era comum que antigamente os corpos fossem enterrados de forma estanha para evitar que as doenças saíssem de seu túmulo.
Nova teoria da conspiração sobre viagem a Lua aponta algo óbvio
Curiosidades Há 2 semanas
Nova teoria da conspiração sobre viagem a Lua aponta algo óbvio Bom, até que faz um pouco de sentido, mas, claro que a teoria está errada.
Conheça Kesha, a única gata que pode viver em Svalbard
Entretenimento Há 1 semana
Conheça Kesha, a única gata que pode viver em Svalbard A ilha proibiu todos os gatos, menos uma. Além disso é proibido morrer em Svalbard.
O recorde mundial que custou vidas e foi um desastre ambiental
Curiosidades Há 2 semanas
O recorde mundial que custou vidas e foi um desastre ambiental A tentativa de bater o recorde do maior número de balões soltos ao mesmo tempo não deu nada certo.
Você sabe qual é a ave mais perigosa do mundo?
Entretenimento Há 2 semanas
Você sabe qual é a ave mais perigosa do mundo? Conheça um pássaro que entrou no Guinness por ser perigoso.
Sabia que o recorde de maior onda surfada é de um brasileiro?
Curiosidades Há 2 semanas
Sabia que o recorde de maior onda surfada é de um brasileiro? Rodrigo Koxa bateu o recorde em 2017, tirando o título do norte-americano McNamara.
Últimas postagens
1
Mulher faz incriveis fantasias de crochê para os filhos
2
Inaugurada no Vietnam cafeteria inundada com peixes vivos
3
Angulas - A comida caríssima que não tem gosto
4
Confira o trailer do Spotify que foi banido por ser assustador
5
Cubra os ouvidos: Homem bate recorde de nota musical mais alta
6
Chineses pretendem lançar lua artificial para iluminar as ruas
7
O aquecimento global poderá causar a falta da cerveja
8
Templo milenar esculpido em uma única rocha faz viraliza
9
O site que cobra 99 cents para você ver quem pagou também
10
Homem se enterra vivo na Índia para virar um deus
Parceiros
Publicidade